Tag Archives: Susan Sontag

A interpretação

ainterpretacao2

Há já algum tempo assisti a um discurso de uma fotógrafa sobre o seu trabalho que me deixou muito desiludida. Apesar de gostar de alguns projectos seus que conhecia de publicações e exposições, assisti em poucos minutos a uma tal necessidade de explicação e legitimação, que derrubou todas as características com que identificava aquelas fotografias, que eram precisamente opostas ao que dizia e como dizia, características não limitativas de uma visão simplificada e fechada.

É comum ouvir fotógrafos explicar como tiraram as fotografias, que métodos e processos… os episódios detrás das fotos… mas, neste caso as coisas foram diferentes. Não só foi explicado o processo, mas as próprias fotografias, mais ou menos como “esta personagem simboliza a dualidade feminino e masculino, isto é um duplo sentido (…) ela aqui está a olhar para o abismo e a pensar num possível suicídio (…) o verde refletido na calçada remete para a luz das farmácias” etc. e tal… Conclusão: tinha uma fotografia desta autora na parede cá de casa, e após ouvir esta narração não voltei a olhá-la da mesma forma. Tudo aquilo que me intrigava naquela imagem ficou desmitificado e a nú de uma forma absolutamente estreita e básica. 

Produzir discursos sobre o trabalho desenvolvido pode ter destas coisas: não confio nas pessoas que dizem que os projectos têm que sobreviver sozinhos, sem necessidade de argumentos ou discursos… bem sei, que muitas vezes isso não chega, gostar também pode passar por compreender, por contextualizar. Ao mesmo tempo não deixo de me lembrar do texto da Susan Sontag “Against Interpretation”, em que esta defende que a interpretação existe sempre enquanto forma de empobrecimento e encerramento de significados. Muitas das vezes sinto isso. E é disso que falo aqui. Talvez esteja encontrado o motivo para que hajam tantas reacções negativas aos críticos e às suas interpretações semanais publicadas. 

 

Anúncios